• CADEIRA ORVALHO

    Produto Premiado exclusivo da Movelaria Paranista Leia mais
  • HOTEL RAMADA

    Móveis da Movelaria Paranista no hotel no Recreio dos Bandeirantes Leia mais
  • MUSEU OSCAR NIEMEYER

    Os móveis da Movelaria Paranista pertencem ao acervo permanente de design do MON Leia mais
  • SALÕES DE FESTAS E EVENTOS

    Cadeiras elegantes com os diferenciais da empilhabilidade e resistência Leia mais
  • HOSPITALITY & FOOD SERVICE

    Móveis para uso profissional em gastronomia, hotelaria e eventos Leia mais
  • A FANTÁSTICA FÁBRICA DE CADEIRAS

    Monte a sua cadeira em nosso simulador! Leia mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6

Não existe uma solução única ou mágica para resolver 100% da segurança em um restaurante, bar ou hotel. Mas podemos com diversas atitudes somadas aumentar consideravelmente o nível de segurança de nossos estabelecimentos.

As ações criminosas geralmente são planejadas com antecedência, buscando a diminuição dos riscos e o aumenta a possibilidade de lucro com o assalto ou furto.

Assim que os empresários, arquitetos e consultores tem que fazer é relativamente simples: estragar o “Plano de Negócios” do crime. Ou ainda, em termos práticos, fazer o criminoso optar por outro lugar menos seguro!

Tomando-se as seguintes medidas, evita-se ao máximo uma ocorrência desagradável:

 

ANTES

1 - Ao observar uma pessoa parada do outro lado da rua há muito tempo, ligue para o número da polícia, 190, e peça uma viatura;

2 – Contrate uma empresa de monitoramento de alarme e instale placas informativas deste serviço em locais visíveis, tanto para os clientes quanto para ladrões. Coloque placas também nos fundos do imóvel próximo a locais de uma eventual invasão;

3 – Equipe seu restaurante com um sistema de câmeras de vídeo com gravador de imagem, e se possível com gravação simultânea na empresa de segurança em local distante via internet;

4 – Redobre os cuidados no final do expediente dos restaurantes, quando o caixa se torna mais atrativo e o pouco movimento nas ruas facilita a fuga;

5 - Tenha à mão o telefone do seu banco para sustar cartões de crédito e talões de cheque. Lembre-se de anotar esse número em algum lugar além de seu celular, já que este também pode ser roubado;

6 – Equipe sua empresa com equipamentos de segurança diversificados;

7 – Evite instalar estacionamentos em frente a empresa com porta recuada. Estacionamento nos fundos e porta de acesso o mais próximo da rua dão mais segurança;

8 – No caixa deve-se evitar bloqueio visual frontal com mercadorias, e evitar também acomodar mercadorias atrás do caixa que para o atendente pegar fica de costas para o cliente

9 – Não deixe todo o dinheiro no caixa, guarde valores maiores em separado em um cofre ou local seguro;

10 – No caixa balcões mais largos podem evitar que um assaltante em frente ao balcão possa colocar a mão na gaveta de dinheiro, e isso pode ser feito com a colocação de um display para doces ou outros itens que também aumentam o ticket médio de venda;

 

DURANTE

1- A principal recomendação é não reagir. Não tente fugir nem discutir com os assaltantes. Jamais tente negociar, por exemplo, pedindo que não levem seus documentos.

2 - Cumpra o que o assaltante pede: mãos para cima, olhe para baixo, deite no chão…

3 - Nada de heroísmo. Não acene para pedestres ou tente telefonar para alguém. Nunca tente fugir ou reagir;

4 – De forma tranquila, em caso de assalto, oriente seus clientes a também não reagirem;

5 – Se seu telefone tocar durante um assalto não atenda, pois este ato pode ser interpretado por um assaltante como uma reação ou tentativa de chamar a polícia;

6 - Entregue tudo o que eles pedirem. Não vale a pena arriscar sua vida para esconder chaves, celular ou joias;

 

DEPOIS

1 – Se a polícia o intimar a depor, colabore. Suas informações podem ser determinantes para a investigação;

2- Faça sempre boletim de ocorrência. O registro é necessário para pedir a segunda via de documentos e fundamental para o trabalho policial. Ele também alimenta a base de dados da polícia. Sem isso, é difícil quantificar e ter a dimensão desse tipo de crime;

3 - Analise de que forma a segurança era insuficiente e corrija os problemas verificados. Empresas de segurança e a polícia podem lhe ajudar na tomada de decisões;

4 - Cada celular tem uma espécie de chassi chamado IMEI, registrado na caixa do aparelho ou obtido com a operadora. Guarde esse número em local seguro. Por meio dele, a polícia pode rastrear um telefone roubado e tentar encontrar os bandidos;

5 - Procure não encarar os assaltantes. Caso observe algum detalhe, como uma tatuagem, comunique-o depois aos policiais. Isso pode ajudar a encontrar os suspeitos;

fontes:

AME Jardins - Arnaldo Lorençato jornalista - Aurélio Sant'Anna arquiteto - Heitor Coronado Consultor - Instituto Sou da Paz - Jéssica Soares consultora - Manuela Nogueira jornalista - Mariana Barros jornalista – Movelaria Paranista - Polícia Civil SP - Polícia Militar PR - Polícia Militar SP - Revista Veja São Paulo - Roberson Luiz Bondaruk Coronel da PMPR - São Paulo Convention & Visitors Bureau - São Paulo Turismo - Sekron Alarmes - Visite São Paulo